150 Visualizações

Tal Pai, tal filho

Tal Pai,tal Filho

   Certa ocasião,Jesus disse para um dos doze que lhe havia dito, “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”, que quem o via, via o Pai, porque Ele e o Pai eram (e são) um. Desde que o Filho se fez gente e passou a viver entre a gente e como a gente, não teria mais como alguém dizer que “ninguém jamais viu o Pai”, porque, como está dito em certo lugar da Bíblia, “Ele [o Filho] é a imagem do Deus invisível”. Tal Pai, tal Filho.

    Mas, agora, a questão que não quer calar é outra: e quem nos vê, vê o Pai? Isso porque nós, os que cremos no Filho, nos tornamos também filhos e filhas do Pai, não nascidos do sangue, não nascidos da carne, não nascidos do sexo, mas nascidos da água e do Espírito. E esse mesmo Espírito, o Deus que vive em nós, está gerando em nós a imagem do Filho. E quem tem gerada em si a imagem do Filho, tem, igualmente, gerada em si a imagem do Pai.

    Assim sendo, quem nos vê, vê, simultaneamente, o Filho e o Pai em nós, porque quem vê o Filho, vê o Pai. Quem nos vê, vê a miseri­córdia do Pai, a bondade do Pai, a paciência do Pai, a alegria do Pai. Quem nos vê, vê o amor do Pai, a sabedoria do Pai, a paz do Pai, a justiça do Pai. Quem nosvê, vê a humildade do Pai, a imparcialidade do Pai, a solidariedade do Pai, a graça do Pai. Por que mesmo? Porque tal Pai, tal filho. Porque tal Pai, tal filha!

Pastor Genilson Soares