357 Visualizações

Artigo – Crianças que brincam de morrer

Crianças que brincam de morrer

As crianças lotam o pátio. Cheias de muita energia, gritam, pulam, correm, brincam o tempo todo. Uma delas, aluno da mulher que Deus me deu, então, se joga de peito ao chão, com toda força. Todo mundo ao redor quis saber a razão dela ter feito aquilo. A criança disse que queria apenas brincar de se matar.

Quem nunca viu uma criança brincar de matar quem está a sua volta? Já vi várias vezes. Eu mesmo levei alguns “tiros” de filhos de casais das igrejas por onde passei. Mas eu não me lembro de ter visto uma criança brincar de se matar. “Matam” o outro, e não a si próprias.

Mas caso uma criança brinque de atirar em si mesma na nossa frente, temos que levar a sério. Não se deve brincar com quem brinca de acabar com a própria vida, ainda mais se quem brinca é uma criança. Sofrer não é coisa apenas de adulto. Criança também sofre. E como sofre! Muitas vezes, sofre dentro da própria casa.

Sofre porque os pais as fazem sofrer. São pais abusivos, violentos, tiranos, ausentes, inafetivos. Sofre, também, porque os pais sofrem. O que mais vemos nesse tempo de crise é criança assim. Sofre muito vendo os pais sem ter com o que manter a casa. E a aflição interior cresce na alma de quem ainda não cresceu.

Quem cresceu, então, deve abordá-la e ajudá-la, sem bronca nem insulto, a lidar com essa aflição. Por favor, preste atenção na criança que está perto de você. O que você pode fazer para ajudar essa criança em crise? Tem uma coisa que você pode fazer: ouvi-la. Peça para essa criança em crise lhe contar tudo o que a faz sofrer.

Dizem que quem brinca de se matar ou quem pensa em se matar não quer de fato se matar, quer apenas parar de sofrer. Ouça mais as crianças que sofrem! Setembro é o mês amarelo, o mês de prevenção do suicídio. E ajudar uma criança a parar de brincar de morrer é uma baita prevenção. Que Jesus, o abençoador de crianças, ajude você a ajudar as crianças em crise.

Pr. Genilson Soares da Silva